Kim Jong-un xinga embaixadora americana de “vadia histérica que não honra a saia que veste”


A Coréia do Norte respondeu ao pronunciamento da embaixadora dos EUA na ONU e a classificou com uma “vadia política” cuja “convulsão histérica” terá consequências devastadoras para os EUA

Após o sexto teste nuclear da Coréia do Norte, anunciado no último domingo (03), Nikki Haleu pediu ao Conselho de Segurança da ONU que “impusesse sanções mais rigorosas ao governo de Kim Jong-un” e disse que o ditador “estava implorando por uma guerra.”

A KCNA, estatal de notícias norte-coreana, elevou o tom e partiu para o ataque verbal:

“Ela está envergonhando sua saia, desempenhando um papel emblemático nas sangrentas e severas sanções da administração Trump” disse a agência estatal.

A agência ainda acrescentou:

“Nikki deve ter cuidado com sua língua […] ela é uma cega e cretina. A administração dos EUA terá que pagará um alto preço por sua língua solta”.

Donald Trump alertou Kim Jong-un que ele irá se arrepender de forçar os EUA a tomarem medidas militares contra a Coréia do Norte.

Em uma entrevista coletiva, ele afirmou que a ação militar é “uma opção” contra a Coreia do Norte:

“A ação militar certamente seria uma opção. É inevitável? Nada é inevitável. Eu preferiria não seguir o caminho militar. Se fizermos isso, será um dia muito triste para a Coréia do Norte”.


(Independent)

publicidade