Justiça condena Revista ISTOÉ a se retratar sobre reportagem. Dilma foi citada como “perturbada”

osurto

A Justiça do DF concedeu direito de resposta para a presidente afastada Dilma Rousseff

De acordo com a defesa de Dilma, a revista IstoÉ publicou uma reportagem considerada ofensiva com o título “Uma presidente fora de si”.

publicidade

A juíza proferiu a sentença e obrigou a revista a publicar a manifestação de Dilma com o mesmo destaque e dimensão da matéria citada.

Advogados de Dilma recorreram à Justiça porque a revista não atendeu a um pedido baseado na na Lei de Direito de Resposta (Lei 13.188/2015).

A Isto É argumentou que o conteúdo da reportagem não foi injurioso.

“Ser objeto de publicação a pessoa ocupante da Presidência da República não autoriza qualquer meio de comunicação a divulgar deliberadamente quaisquer informações escondendo-se sob o manto do direito de informação, uma vez que tal direito tem de ser guiado pela veracidade do conteúdo publicado” proferiu a juíza.

publicidade