Juiz de 1ª instância suspende nomeação de Moreira Franco, o ‘angorá’

O juiz federal Eduardo Rocha Penteado, do DF, suspendeu hoje (08) a nomeação de Moreira Franco para o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência

A decisão tem caráter liminar (provisória) […] o juiz comparou a nomeação de Moreira Franco com o caso do ex-presidente Lula, que foi impedido de tomar posse ca Casa Civil, durante o governo Dilma Rousseff.

A decisão:

“É dos autos que Wellington Moreira Franco foi mencionado, com conteúdo comprometedor, na delação da Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato. É dos autos, também, que a sua nomeação como Ministro de Estado ocorreu apenas três dias após a homologação das delações, o que implicará na mudança de foro. Sendo assim, indícios análogos aos que justificaram o afastamento determinado no Mandado de Segurança nº 34.070/DF [que impediu a posse de Lula] se fazem presentes no caso concreto”, disse o juiz em sua decisão.

Parabéns ao juiz Eduardo Rocha!


Moreira Franco é citado em documentos internos da Odebrecht com o codinome “Angorá”

O secretário-executivo de Investimentos de Temer aparece 34 vezes na delação de Cláudio Melo Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht

Melo disse (em delação) que Franco representava os interesses de Temer e atuava como arrecadador.

“Resumindo, para fazer as ‘benesses’ da Odebrecht chegar até Michel Temer, eu me valia de Eliseu Padilha ou Moreira Franco. Era uma via de mão dupla, pois o atual presidente utilizava prepostos para atingir interesses pessoais” disse Melo.

Moreira Franco nega as declarações de Melo Filho e trata a delação como “mentira afrontosa”.

Isso é um absurdo!

Quando Dilma tentou fazer a mesma coisa com Lula, ela foi crucificada pela mídia!

Não podemos ter dois pesos e duas medidas!


 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!