Jovem de 19 anos entra em desespero e coloca seu corpo à venda na internet para salvar a mãe de um câncer

CaoChina
CaoChina

A jovem junto com sua mãe

Na China, uma jovem de de 19 anos publicou um anúncio para vender seu corpo por pouco mais de 50 mil dólares

Cao Mengyuan disse que precisa arrecadar dinheiro para o tratamento médico de sua mãe, que tem câncer em estágio avançado.

publicidade

Em uma rede social chinesa, Cao disse que o tratamento custaria cerca de 350.000 Yuan , porém quem oferecesse o preço mais alto ganharia o direito de “usar seu corpo à vontade”.

O jornal MailOnline revelou que um “empresário generoso” respondeu o anúncio e concordou em ajudar Cao a cobrir as despesas médicas de sua mãe.

No entanto, o homem se recusou a revelar o que pretende fazer com a jovem.

A postagem informava que a mãe de Cao tem 45 anos e viveu durante toda sua vida em uma fazenda. Ela foi diagnosticada no Hospital Público de Gaozhou com câncer de pele .

Cao fez questão de ressaltar que o diagnóstico da mãe é grave e que ela estaria se deteriorando rapidamente devido a uma grave infecção em sua coxa direita […] ela também destacou que não tem plano de saúde e sua família não pode arcar com os altíssimos custos do tratamento.

A jovem junto com sua mãe

Os médicos sugeriram que sua mãe fosse transferida para um hospital maior, mas Cao não podia pagar

O POST:

“Gostaria que uma pessoa bondosa pudesse me comprar para eu pudesse salvar minha mãe. Estou disposta a fazer o que for preciso depois de receber o dinheiro para a operação. Farei o que o comprador me pedir para fazer. Nunca volto atrás da minha palavra. Tudo o que eu disse é verdade. Vou me vender para o maior lance.”

No final da postagem, ela fez questão de ressaltar que ela é a mais velha de cinco irmãos e se sente responsável pelo sofrimento de sua família.

Huang Qiliang, presidente da instituição de caridade chinesa Gong Yi Pai Ke, disse ao jornal MailOnline que a história de Cao era verdadeira.

Ele afirmou que visitou a mãe de Cao em um Hospital Público de Gaozhou, no dia 6 de novembro.

Huang também disse que um “generoso cidadão” concordou em pagar todas as despesas médicas e se recusou a revelar o que pretendia fazer com a jovem.

Ele acrescentou:

“Tudo está resolvido. Ela não precisa vender nada agora. A mãe vai ser operada”

publicidade