Jornalista que acusou Feliciano é flagrada (em vídeo) pedindo para assessor ‘matar’ um comparsa”

casacaiu

Esse é um dos casos mais bizarros que apareceu na mídia nesses últimos dias

A jovem Patrícia Lélis (22 anos), que acusou o pastor e deputado Marcos Feliciano de agressão e abuso, está sendo desmascarada aos poucos.

publicidade

Um novo vídeo conseguido pelo jornal Estadão comprova que ambas as partes divulgaram versões distorcidas do ocorrido.

A jovem militante do PSC (que até o momento se colocava como vítima) chegou até mesmo a encomendar a morte de um “terceiro”.

O vídeo abaixo mostra Talma Bauer, assessor de Feliciano, tentando comprar o silêncio da jovem.

Ele pergunta à jovem se a quantia repassada seria suficiente.

Patrícia, a suposta vítima, pergunta se Bauer se refere aos “dez” (R$ 10 mil).

O assessor responde:

“Eu passei R$ 50 mil para um intermediário”

Patrícia se espanta e diz:

“O que? R$ 50 mil? Ele me passou só R$ 10 mil”

Patrícia então insiste em ligar para o intermediário (de nome Arthur Mangabeira), mas é contida não só por Bauer e também por Emerson Biazon, assessor de PRB que filmava o encontro.

Nervosa, a jovem pergunta:

“Bauer, por que você não matou ele? Por favor!”

E ela insiste:

“Mas você me dá a sua palavra que você vai fazer alguma coisa com ele?”

Bauer finaliza o vídeo dizendo:

“Eu não vou matar ele, mas eu vou dar um nó nele, alguma coisa eu faço”.

publicidade