Intolerância e ignorância: Técnico francês diz que o Brasil é um país bizarro e a torcida é mal educada

tecnicofrances

O técnico do francês Renaud Lavillenie, medalha de prata no salto com vara, disse que a vitória do brasileiro Thiago Braz aconteceu por “forças místicas, talvez o candomblé”

E se foi, qual o problema? 

publicidade

Philippe d’Encausse, em entrevista ao jornal francês Le Monde, também chamou o Brasil de “país bizarro”.

O ‘pupilo’ do técnico, o atleta Renaud Lavillenie reclamou das vaias e disse que não gostou da interferência da torcida brasileira durante as provas.

“Dei tudo de mim e não tenho nenhum arrependimento. Só estou decepcionado com a total falta de respeito do público. Isso não é digno de um estádio olímpico. “, afirmou.

Torcedores brasileiros se revoltaram nas redes sociais e chamaram o francês de “mau perdedor” e sem “espírito de competição”.

O Diário do Brasil manda uma frase para o francês despeitado:

“Ninguém é tão grande que não possa aprender, nem tão pequeno que não possa ensinar”

publicidade