Impeachment no senado: Se a votação fosse hoje, Dilma retornaria ao Planalto

02/06/2016

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Senadores aliados de Dilma calculam que Michel Temer teria hoje cerca de 50 votos para tirar Dilma definitivamente do cargo

Para que a petista seja afastada definitivamente, seriam necessários 54 votos.

O PT está de olho nos senadores que votaram pela admissibilidade do impeachment, mas que sinalizaram que poderão virar a casaca em nova votação.

Treze senadores se encaixam nessa nessa situação:

13 senadores se enquadram nesse cenário:

Acir Gurgacz (PDT-RO)

Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)

Cristovam Buarque (PPS-DF)

Marcelo Crivella (PRB-RJ)

Benedito de Lira (PP-AL)

Wellington Fagundes (PR-MT)

Ivo Cassol (PP-RO)

Edison Lobão (PMDB-MA)

Raimundo Lira (PMDB-PB)

Hélio José (PMDB-DF)

Romário (PSB-RJ)

Eduardo Braga (PMDB-AM)

Jader Barbalho (PMDB-PA)

Caso Renan Calheiros, presidente do senado, seja afastado do cargo, por decisão da PGR e do STF, a situação de Dilma poderá ser mais favorável.

O do PT senador Jorge Viana assumiria o comando do senado.

publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.