Hacker decifra página de livro criptografado deixado por jovem que desapareceu no Acre

05/04/2017

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Acima a imagem de Bruno no Facebook. Do lado direito, a imagem do filósofo Giordano Bruno

O estudante de psicologia Bruno Borges, residente na cidade de Rio Branco (Acre), está desaparecido há exatos 8 dias

Filho de pais separados, Bruno foi visto pela última vez no dia 27 de março, quando foi deixado pelo pai (um empresário) na porta de casa.

A mãe do jovem, uma psicóloga, narrou que o jovem é uma pessoa normal e levava uma vida corriqueira de estudante:

“Ele é iluminado […] sempre foi diferenciado, um líder […] tem um coração tão bom, enxerga a alma das pessoas […] não possui problemas psicológicos”, disse.


O QUARTO

A família encontrou o quarto de Bruno totalmente transformado.

Na parede, no piso e também nos móveis havia escritos criptografados feitos pelo jovem.

No meio do quarto, Bruno Borges posicionou uma estátua do filósofo italiano Giordano Bruno, avaliada em 7 mil reais.

Também foram encontrados 14 livros escritos (em linguagem de criptografia) pelo jovem.

Segundo a mãe, uma pasta que estava no quarto pode conter uma ‘chave’ que ajude a decifrar os escritos deixados por Bruno.

Todos os livros foram recolhidos pela Polícia Civil do Acre.


UMA PISTA

Uma das páginas desses livros foi fotografada e postada na internet.

Não levou muito para que um hacker pudesse sugerir uma pista.

Uma plataforma especializada em vulnerabilidades, liderada pelo diretor Igor Rincon e o chefe de desenvolvimento Renoir dos Reis, disponibilizou um portal chamado “Decifre o Livro” para que outras pessoas possam ajudar a decifrar os códigos do jovem Bruno.

Igor descreve que o padrão de criptografia da página do livro ‘pode ter sido encontrado’ ao seguir a pista dos caracteres ‘700 L.O.‘ (veja na imagem abaixo):

Deduzi que LO seria referente à AC ou DC “, explicou.

Alguns dos caracteres criptografados foram colocados sobre um teclado físico para facilitar o entendimento dos códigos. (imagem abaixo)

De acordo com Renoir, o próximo passo é “centralizar todos os documentos, quebrar a criptografia e ajudar nas investigações”.


CONTINUAÇÃO DO TRABALHO

Os 14 livros deixados por Bruno estão em posse da Polícia, motivo que não permite que o trabalho de desencriptação (feito por Igor e Renoir) possa continuar.

Abaixo você confere a página que foi decifrada até o momento:

Caminho difícil

Por milhares de anos o ser humano vem tentando encontrar respostas para perguntas como ‘qual o sentido da vida’? A filosofia que, ao que tudo indica, parece ter se iniciado com Tales de Mileto em meados de 700 a.C. visa encontrar vestígios de perguntas sem respostas. A pesquisa profunda pela verdade absoluta advém da filosofia, e quando falamos a respeito de caminhos fáceis ou difíceis estamos nos referindo a esse tipo de teorema.

É fácil aceitar o que desde criança te ensinaram que é errado. Difícil é, quando adulto, entender que te ensinaram errado o que desde criança você suspeitou que fosse correto. Em outras palavras, se você se enquadra em algum cujos estímulos do meio lhe determinaram certo comportamento, fazendo com que estivesse à mercê de crenças já providas e bem estabelecidas em dogmas e rituais, com uma massa concentrada de pessoas nela; ou permitindo-o ficar no conformismo, aceitando o conceito de felicidade e de sentido da vida embutido pela mídia e pela sociedade, então claramente você faz parte do caminho fácil para a busca da verdade absoluta.

Acaso se enquadre na segunda opção, ou seja, aquele que suspeitava de todo conjunto de crenças que lhe foi enraizado, então este tem tudo para ser um investigador da veracidade nas coisas ao seu redor, entrando em um caminho mais complicado, no qual uma minoria se arrisca ou enfrenta com bravura.”

 


leia também:

Escultor diz que jovem desaparecido no Acre é a reencarnação do filósofo Giordano, morto em 1600


publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.