Grupo encontra brechas na lei do impeachment e quer processar Dilma por “pedaladas mentais”

09/12/2015

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um novo pedido de impeachment (no mínimo inusitado) será protocolado hoje (9) na Câmara dos Deputados

Baseado nas chamadas pedaladas fiscais do governo, o documento deve provocar mais polêmica entre os congressistas. De acordo com seus redatores, há uma brecha na lei do impeachment que permite processar Dilma por “pedaladas mentais”.

” A Lei 1.079/50, que regula o impeachment, tem no capítulo 5º, artigo 9º, inciso 7 o seguinte: proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo“, explica uma integrante do grupo Nas Ruas, um dos signatários do documento.

Ela cita como “pedaladas mentais” o discurso da presidente na ONU sobre a inexistência de tecnologias para “estocar vento” , além da fala em que Dilma trata da comunhão do milho com a mandioca e depois faz uma saudação à raiz brasileira.

Em outra parte do processo, os redatores citam uma conversa de Dilma com o presidente dos EUA, Barack Obama, em que a presidenta dizia que a pasta de dente não pode retornar ao dentifrício depois de apertado, e à referência a “mulheres sapiens.

Finalizando a lista de “pedaladas mentais” , a declaração feita no Dia da Criança em que Dilma disse: “Sempre que você olha uma criança, há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás” (sic).

O documento alega que tais “fatos notórios e de domínio público” são objeto de deboche da população, comprometendo a sociedade brasileira, a economia, a política e as instituições.

 

publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.