Governo gasta R$ 684 mil por ano com aluguel de salas VIP em aeroporto da capital

SalasVIPw

Espaços privados são usados para atender parlamentares, servidores e autoridades estrangeiras em visita ao Brasil

O Senado, por exemplo, disponibiliza sete funcionários para atender parlamentares e convidados da Casa. Um dos servidores tem salário bruto mensal de R$ 31,8 mil

A Câmara dos Deputados, o Senado e o Itamaraty gastam juntos R$ 57,8 mil (mensais) com o aluguel de salas VIPs no aeroporto da capital.

publicidade

 O STF e o STJ também mantêm salas privativas no aeroporto – o STF disse que não tem gasto com o espaço, e o STJ não informou o custo da sala que utiliza.

As salas funcionam 24 horas por dia e têm TV por assinatura, computador, internet, telefone, geladeria, micro-ondas, água, cafezinho e servidores prontos para servir as autoridades.

O contrato com a Inframerica, consórcio que administra o aeroporto, foi firmado em dezembro de 2013 e expira até 2018.

A sala do Itamaraty é a maior entre as locadas pelos órgão públicos – tem 117,7 m² e fica no primeiro piso, ao lado do portão de embarque doméstico.

(informações do G1)

publicidade