Gilmar Mendes há 1 ano: “Não há casos de precedentes […] Se Dilma cair, Michel Temer cairá junto “

O ministro Gilmar Mendes,presidente do TSE, afirmou que a Corte não tem precedentes de julgamentos em que apenas um dos membros de uma mesma chapa eleitoral tenha sido cassado separadamente

(matéria de agosto de 2016)

A declaração caiu como uma bomba na estratégia que está sendo articulada pelo vice-presidente Michel Temer em sua defesa.

De acordo com informações, a articulação de Temer, que prega a ‘separação’ das campanhas, não tem fundamento legal.

O presidente contratou o advogado Gustavo Guedes, especialista em Direito Eleitoral, para conduzir o processo.

A ação cassação do mandato presidencial é liderada pelo senador Aécio Neves.

O PSDB acusa a chapa Com a Força do Povo, de Dilma e Temer, de abuso de poder político e econômico na campanha eleitoral.

Para o ministro Gilmar Mendes, o TSE julgou apenas casos em que foi possível separar os membros da mesma chapa porque um dos candidatos era inelegível.

Porque será que o ministro mudou de opinião?


publicidade