Diário do Brasil

General americano admite que não pode parar Kim: “Se ele quiser, pode destruir Seul em minutos”

O Exército dos EUA admitiu que não pode impedir a Coréia do Norte de atingir Seul com um bombardeio terrível de 4.000 mísseis de artilharia

Harry B. Harris, general norte-americano que tem nas mãos o poder de destruir a Coréia do Norte , revelou que seu país não pode impedir que Kim Jong-Un aniquile cerca de 25 milhões de sul-coreanos, caso queira.

A admissão de Harris significa que, uma vez que a Coréia do Norte ordene um bombardeio nuclear, os EUA ficarão impotentes para salvar a população da Coréia do Sul, estimada em pouco mais de 50,62 milhões de pessoas.

O Comandante do Comando do Pacífico dos EUA disse que a capital Seul, que é uma das cidades mais populosas do mundo, poderia ser destruída em minutos.

Cerca de 25,6 milhões de habitantes vivem em Seul, o que equivale a metade de todos os residentes no país.

O presidente Trump declarou ontem  que existe uma possibilidade real de um “grande e importante conflito” com a Coréia do Norte.

Embora os especialistas acreditem firmemente que os EUA possam vencer facilmente a guerra, o número de mortos de ambos os lados seria horrendo.

O principal oficial da Marinha do Pacífico disse que os EUA devem assumir que o líder norte-coreano irá bombardear a América mais cedo ou mais tarde […] basta que ele tenha apenas uma chance.

Mesmo com o sistema de defesa anti-aérea THAAD (usado para combater os mísseis nucleares) instalado na Coreia do Sul, os generais admitiram que não podem parar um ataque mais agressivo de Kim.

“O regime norte-coreano tem cerca de 4.000 peças de artilharia que as defesas modernas não são capazes de parar” declarou Harris.

Em uma entrevista para a Reuters, Donald Trump declarou:

“Há uma chance de que possamos acabar tendo um grande, grande conflito com a Coreia do Norte. Gostaríamos de resolver as coisas diplomaticamente, mas é muito difícil.”


 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!