Exército vermelho de Lula (MST) invade filial da Globo e pratica atos de vandalismo

sedeglobo0803

Manifestantes do Movimento Sem-Terra (MST) invadiram na noite de ontem (08) a sede do Grupo Jaime Câmara, filial da TV Globo no Estado, em Goiânia

O grupo entrou até no saguão da empresa ressoando gritos de guerra, pichou as paredes (com mensagens “não vai ter golpe”, “Globo e ditadura de mãos dadas” e “Rede esgoto fora”) e ameaçou funcionários que deixavam o local.

publicidade

Os manifestantes chegaram à filial da Globo em dois ônibus. O clima só acalmou com a chegada da polícia, por volta das 19h30.

O ato aconteceu 4 dias após a condução coercitiva do ex-presidente Lula pela Polícia Federal e atende a uma convocação da direção nacional do MST, que orientou que grupos locais se manifestassem nas sedes regionais da Rede Globo.

O senador do DEM Ronaldo Caiado (GO), manifestou, através das redes sociais, repúdio à invasão do MST ao Grupo Jaime Câmara.

Caiado disse que o vandalismo e as agressões promovidas pelos militantes estão associadas à incitação feita por Lula nos últimos dias contra a ordem e as instituições democráticas do país.

“Estamos assistindo a esse crime sendo cometido por pessoas que se julgam acima da lei e que respondem ao apelo do chefe maior. Atacam a imprensa livre e afrontam a democracia. O MST se configura aqui como o verdadeiro exército de Lula que foi provocado a ir às ruas para agir como agem os coletivos bolivarianos na Venezuela”, disse o senador.

publicidade