Exército é punido com multa de R$ 40 mil após ‘abater’ onça Juma

oncamorta

A onça Juma estava no batalhão há 19 anos! Porque ninguém multou antes? Animal era usado em desfiles de 7 de Setembro

O animal escapou da coleira que o prendia ao ser transportado para a jaula

publicidade

O Comando Militar da Amazônia e o Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) foram multados no valor de 40 mil por responsabilidade da morte da onça Juma em Manaus. O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) concluiu o relatório técnico sobre os procedimentos que resultaram no abate do animal.

Juma foi baleada por um soldado após exposição no evento da passagem da Tocha Olímpica em Manaus.

O CMA foi autuado em R$ 5 mil por contribuir para a utilização de um espécime da fauna silvestre nativa sem a autorização do órgão ambiental competente.

O CIGS foi autuado em $ 5 mil por utilizar o animal sem a autorização do órgão ambiental competente.

O 1º BIS recebeu três multas: uma de R$ 5 mil por transportar o animal se autorização – mais R$ 5 mil por mantê-lo em cativeiro sem a devida autorização; e outra de R$ 20 mil por construir e fazer funcionar mantenedouro da fauna sem a licença do órgão ambiental.

As multas estão baseadas na Lei de Crimes Ambientais 9.605/ 1998 e no Decreto 6.514/2008.

publicidade