Executivo alvo da operação Acarajé é preso em Genebra tentando “limpar o cofre”

ode2302

De acordo com investigadores, o executivo Fernando Miggliacio, ligado a Odebrecht, estaria tentando retirar pertences de um cofre de uma instituição financeira em Genebra na Suíça

O executivo teve sua prisão decretada na Operação Acarajé, nova fase da Lava Jato, por suspeita de ser o controlador de empresas offshores relacionadas ao Grupo Odebrecht.

publicidade

A prisão foi executada pela polícia suíça com base em ordem do Ministério Público Federal do país europeu  e não tem relação com o mandado expedido no Brasil, que era desconhecido pelas autoridades estrangeiras.

Migliaccio detinha endereço de e-mail hospedado na Odebrecht e recebeu, por correio eletrônico, mensagem contendo pagamento aparentemente destinado para autoridade argentina da Secretaria de Transportes, com a qual há notícias de que a empresa mantinha contrato.

Há provas de que Migliaccio, assim como outro gestor das contas, mudou-se para o exterior logo após as buscas e apreensões feitas sobre a empresa, em 19 de junho de 2015.

 

publicidade