Ex-ministro Chefe da Casa Civil do governo Lula é condenado a 23 anos de prisão

luladirceu

O juiz federal Sérgio Moro condenou hoje (18) o ex-ministro José Dirceu a 23 anos de prisão por crimes de corrupção passiva, recebimento de vantagem indevida e lavagem de dinheiro no esquema de corrupção da Petrobras

José Dirceu foi preso em agosto de 2015 na 17ª etapa da operação Lava-Jato.

publicidade

Em sentença proferida o juiz declarou:

“O mais perturbador, porém, em relação a José Dirceu de Oliveira e Silva consiste no fato de que recebeu propina inclusive enquanto estava sendo julgada pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal a Ação Penal 470, havendo registro de recebimentos pelo menos até 13/11/2013”

O juiz Sérgio Moro disse que mesmo com a condenação no processo do Mensalão, José Dirceu não se inibiu e voltou a agir de forma criminosa [continuou recebendo propinas]:

 “Agiu, portanto, com culpabilidade extremada, o que também deve ser valorado negativamente”, acrescentou o juiz.

De acordo com o MPF, o valor de corrupção envolvido nestes atos foi estimado em R$ 60 milhões.

Cabe recurso.

publicidade