Estado Islâmico faz ameaças aos donos do Facebook e do Twitter

zukanddorsy

Em vídeo publicado, o autointitulado “Exército dos Filhos do Califado”, uma espécie de hackers do Estado Islâmico, condenou o fato de que o Facebook e o Twitter têm fechado contas do grupo

Hackers do EI disseram que os mais recentes focos do grupo são o executivo-chefe do Facebook, Mark Zuckerberg, e o do Twitter, Jack Dorsey.

publicidade

Uma agência de notícias que verifica conteúdos divulgados na internet (a Storyful, ) disse que a gravação é autêntica.

O vídeo afirma que o Exército dos Filhos do Califado tem mais de 10 mil contas no Facebook, 150 grupos nessa rede social e 5 mil contas no Twitter.

O grupo ainda informou que essas plataformas são utilizadas para distribuir conteúdo do Estado Islâmico “se Alá assim quiser”.

O vídeo mostra a imagem dos dois executivos do setor de tecnologia com buracos de bala e a mensagem diz que, para cada conta fechada, outras dez serão abertas.

O Twitter anunciou que suspendeu 125 mil contas relacionadas ao Estado Islâmico nos últimos seis meses.

O Facebook disse que não tolera conteúdo extremista na rede e retira conteúdo ofensivo quando ele é denunciado.

publicidade