Empresário que sabia demais sobre acidente com avião de Campos pode ter sido vítima de envenenamento

campospaulo

Envenenamento é uma das hipóteses para a morte do empresário Paulo César de Barros Morato

O corpo do empresário foi encontrado em um motel de Olinda [PE] na noite da última quarta-feira [22].

publicidade

De acordo com inquérito da PF através da operação ‘Turbulência’, Morato teria aportado recursos para a compra da aeronave PR-AFA.

Foi nessa aeronave que o candidato à presidência Eduardo Campos faleceu após um acidente ocorrido em 13 de agosto de 2014.

Acredita-se que Morato fosse uma peça central da ‘Operação Turbulência’.

O empresário [que era alvo de buscas da PF] entrou no motel sozinho e, após o tempo limite de permanência, alguns funcionários foram até o carro de Paulo e o encontraram sem vida.

Câmeras estão sendo analisadas e elas provariam que outra pessoa não foi encontrada nas imagens.

“Já vimos as imagens e ele (Morato) entra sozinho de carro e, daí pra frente, não mostram a entrada de pessoas estranhas, só os funcionários”, disse o advogado do dono do estabelecimento.

O advogado também confirmou que o local possui várias outras câmeras e todas as imagens já foram entregues à polícia.

A CAUSA MORTIS

Marcos Justino [médico legista do IML do Recife] disse que informou em seu parecer [divulgado no dia 23] que ainda não foram identificadas as possíveis causas da morte do empresário.

Há uma hipótese principal que seria envenenamento, porém o perito disse que não dá pra dizer quem deu o ‘suposto veneno’ ao empresário […] ou se o próprio Paulo teria ingerido alguma quantidade da substância.

O caso continua com a Polícia Civil. Um agente da PF já acompanhou a perícia realizada no local.

A assessoria da Polícia Federal disse que, se necessário, o caso também será investigado pelo órgão.

publicidade