Empresário diz À PF que obras no sítio de Atibaia eram para abrigar o acervo de Lula. Acervo de Lula?

sitioreformado

Fernando Bittar, suposto ‘laranja’ usado por Lula no sítio de Atibaia, afirmou à PF que as obras de ampliação do imóvel eram para ‘abrigar o acervo presidencial’

“Parte das obras no sítio foram feitas para manter e resguardar o acervo presidencial do presidente Luiz Inácio”, diz um trecho do depoimento anexado aos autos.

publicidade

Uma bela piscina, uma linda cozinha reformada, churrasqueira, sauna, área de lazer! Tudo isso para abrigar o ‘acervo presidencial’ ???

Esse tal de ‘acervo’ gosta de um luxo, hein?

A Lava-Jato diz que o sítio pertence à família de Lula e está em nome de laranjas.  Bittar e Suassuna (os supostos laranjas) são sócios e amigos pessoais de Fábio Luis Lula da Silva, filho do petista.

A PF presume que as empreiteiras OAS e Odebrecht fizeram obras no sítio como agradecimento a Lula pela influência em contratos com a Petrobras.

Bittar disse também que, em uma reunião com seu pai e seus irmãos, decidiram adquirir o sítio para que “pudessem receber os amigos”.

Ele relatou à PF que não tinha todo o dinheiro na época (cerca de R$ 1,5 milhão) e por isso chamou Jonas Suassuna para ser sócio no empreendimento.

(com informações de Eduardo Gonçalves da Veja)

publicidade