No interior de SP, médico tira sarro da ‘simplicidade’ de um paciente e revolta a web

medicobabaca

Um médico da cidade turística de Serra Negra (interior de SP), foi afastado do trabalho após caçoar de um paciente analfabeto

(via G1 Campinas) Guilherme Capel, plantonista do Hospital Santa Rosa de Lima, publicou uma imagem em seu facebook tirando sarro da falta de estudo de um paciente.

publicidade

“Uma imagem fala mais que mil palavras”. Na foto, o ‘doutor preconceito’ mostra o receituário médico e comenta: “Não existe peleumonia e nem raôxis”.

Na última quarta 27, o tal ‘doutô’ atendeu o mecânico José Mauro de Oliveira Lima, 42 anos, uma pessoa simples e que só estudou alguns anos no ensino fundamental.

Pela falta de estudo e singeleza, José Mauro tem dificuldade em falar corretamente algumas palavras.

O diagnóstico foi dado pelo médico e o mecânico (em toda sua simplicidade) perguntou para o Dr. sobre o tratamento para a “peleumonia”.

A reação do médico, conta o enteado de José Mauro (que acompanhou tudo) não foi nada profissional.

“Meu padrasto questionou sobre a pneumonia e o raios x de forma errada e ele caiu na gargalhada risada. Não imaginamos que ele iria debochar disso na internet. Independente dele ser doutor, não existe faculdade para formar caráter” narrou o enteado.

“Tentei conversar com ele pela rede social, mas que ele apagou a postagem assim que viu meu comentário” , contou Claudemir.

Ele também contou que seu padastro não estudou por falta de dinheiro:

“Meu padrasto não sabe falar direito porque não teve estudo. Ele trabalhava como cozinheiro aqui em Serra Negra e depois se tornou mecânico. Ele estudava, mas precisou abandonou as aulas para cuidar de mim. Tive tuberculose aos dois anos e, ele abandonou os estudos para pagar meu tratamento”, lembra.

O OUTRO LADO

O médico foi entrevistado pelo canal EPTV e disse que não teve intenção de ofender José Mauro.

Argumentou também que não estava trabalhando no momento e que fazia uma brincadeira entre os médicos que tem um grupo em rede social e que vai processar quem postou a foto nas redes,

publicidade