Em depoimento para Moro, Dirceu debocha do trabalhador brasileiro

dirceu120milWQ

“Sem falsa modéstia, R$ 120 mil [por mês] é irrisório”, foram as palavras do ex-ministro José Dirceu ao explicar ao juiz Sergio Moro os valores cobrados por ele para prestar consultoria.

Em depoimento à Justiça Federal, o petista disse que os valores cobrados eram baixos em troca dele “emprestar” seu nome e prestígio às empresas investigadas na Operação Lava Jato .

publicidade

“Sem falsa modesta, esse preço [R$ 120 mil] é irrisório, vou dizer para o senhor Dr. Moro”, afirmou o ex-ministro.

“ Dizem que eu enriqueci, que tenho um patrimônio de R$ 40 milhões. A minha empresa faturou R$ 40 milhões, 85% são despesas, são custeios. Eu ganhei o que ganha qualquer consultor ou advogado, R$ 60 mil, R$ 80 mil por mês. ” disse Dirceu.

“Não vou dizer para o senhor que fazia relatórios, que eu dava um tipo de consultoria que eu não dava, porque eu vou faltar com a verdade. Vou fazer um falso testemunho”, explicou o ex-ministro .“

A força-tarefa da Lava Jato sustenta que a JD Consultoria, empresa do ex-ministro, era uma fachada para o recebimento de propinas de empreiteiras. No total, Dirceu teria recebido R$ 11 milhões.

Dirceu admitiu ainda ter usado um jatinho de outro lobista e delator, Júlio Camargo. Segundo Podval, ele teria dito que “os aviões me foram cedidos. A vida inteira me foram cedidos”.

publicidade