Em 3 dias, ministro utilizou avião da FAB 2 vezes. Ele estava com dor nas costas e alegou ’emergência médica’

José Serra, ministro das Relações Exteriores, fez uma cirurgia na coluna cervical no final de 2016.

Até aí nada de extraordinário.

Na última semana Serra voltou a sentir fortes dores na coluna.

O que ele fez então?

Procurou um médico particular em Brasília? Não!

Procurou um posto médico do SUS? Não!

Foi para SP com seus próprios recursos? Não!

Na última quinta-feira (05) o digníssimo ministro usou um avião da FAB (Força Aérea Brasileira)  para se deslocar até o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Lá chegando, ele foi prontamente atendido e tomou analgésicos para aliviar suas dores.

Serra voltou para Brasília e a dor continuou …

Pois bem […] 3 dias depois, exatamente ontem (08 de janeiro), ele voltou a utilizar um avião da FAB e voou novamente para São Paulo.

Foi para o Sírio-Libanês novamente e continua tomando analgésicos.

Não poderia ter ido até uma farmácia e comprado um ‘dorflex’?

Quer dizer que nós brasileiros somos obrigados a pagar pelas emergências médicas do digníssimo Serra?

(A informação é de MURILO RAMOS E CRISTIANE SEGATTO da Época)

publicidade


error: Conteúdo protegido !!