Eduardo Cunha ganha apelido entre agentes da PF: ” Angélica “

CunhaAngelica

Um táxi que foi encontrado na casa de Eduardo Cunha (PDMB-RJ), durante essa semana, está registrado no nome de Altair Alves Pinto. De acordo com depoimento de Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, em delação premiada, Altair era o intermediário da propina destinada a Cunha.

Eduardo Cunha ganhou apelido entre os investigadores da Lava Jato. Agora, ele é chamado de Angélica, a intérprete do sucesso dos anos 80 “Vou de táxi” — referência ao veículo encontrado na casa do deputado no Rio.

publicidade