Dona Marisa e Lulinha irão depor em Curitiba e já avisaram: “Será inútil. Vamos nos calar”

lulinhamarisa

A família Silva vive declarando para a imprensa que está sempre à disposição da Justiça

Na prática, a história é outra.

publicidade

Na última semana, a esposa do ex-presidente Lula, dona Marisa Letícia, e seu filho, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, foram intimados a depor pela Polícia Federal.

Trata-se do processo que investiga a ligação de Lula com o sítio de Atibaia.

Dois sócios de Lulinha que aparecem’ formalmente’ como proprietários do tal sítio , Fernando Bittar e Jonas Suassuna, também foram intimados.

A DESFESA

A defesa de dona Letícia e de Lulinha já avisaram que ambos irão comparecer, porém usarão o direito de se manter em silêncio.

Eles não estão à disposição da justiça, como sempre dizem? Então porque querem se calar?

Se não devem nada à Justiça, qual é o problema de depor e ajudar nas investigações?

Trata-se de mais uma tática dos advogados da família Silva.

A outra tática, que nós já estamos acostumados a ver, é questionar as ações da Polícia Federal.

Resumindo […] eles se calam e ainda tentam colocar a credibilidade da PF em risco.

Na petição, a defesa disse:

“tendo em vista o grande estardalhaço realizado pela imprensa a respeito dos fatos apurados”, a cliente pretende usar o direito constitucional de permanecer em silêncio. Os advogados dizem que, por essa razão, o deslocamento de Marisa a Curitiba, ou outro local, “se mostra inútil”.

 

publicidade