Dilma pode ser presa antes da conclusão do processo de impeachment no senado? Saiba aqui…

podesewrpresa

Qual a possibilidade real da presidente afastada ser presa?

(por Aline Sanches/SP para o Diário do Brasil)

publicidade

A imprensa brasileira se alarmou após a informação de que Marcelo Odebrecht faria sua delação premiada com o intuito de reduzir sua pena.

De acordo com uma matéria da revista ‘Veja’, Marcelo promete contar, de fato, que os repasses para a campanha eleitoral foram negociados diretamente com Dilma.

Um dos sites políticos mais acessados do país, o ‘Antagonista’, chegou a dizer que, se isso for confirmado, a presidente afastada poderia ir para a cadeia.

A revista ‘Isto É’ também publicou que Rousseff teria cometido ao menos sete crimes:

obstrução de justiça, falsidade ideológica, desobediência, improbidade administrativa, extorsão, abuso de poder e as pedaladas fiscais.

A IstoÉ garante que esses seriam os elementos que o MPF e a Polícia Federal teriam contra Dilma.

Isso dá prisão?

A maioria das fontes consultadas [entre jornalistas e advogados especializados] acredita que apenas uma prova concreta faria com que Dilma sofresse um julgamento no STF.

Caso a Suprema Corte a considerasse culpada, ela perderia o mandato e seria presa.

A pura e simples delação do presidente da maior empreiteira do país ou apenas uma prova do encontro entre os dois daria a possibilidade de contraprova, o que tornaria o assunto menos palpável para um prisão.

O caixa 2, caso comprovado, também não seria capaz de prender Dilma, apenas de retirá-la do poder.

Somente provas que mostrem claramente que Dilma cometeu crimes que sejam considerados mais graves poderiam levar a presidente afastada para o ‘xilindró’, dizem especialistas.

Um desses crimes considerados graves é justamente o foi exposto na capa da ‘Isto É’, a falsidade ideológica.

Ou seja, as chances de Dilma Rousseff ver o ‘sol nascer quadrado’ são mínimas! Já Lula […] ahhh….

publicidade