Dilma foi blindada pelo senado e Temer escapou de Lava-Jato. Era isso que o povo brasileiro queria?

senadorasgou23

O Senado Federal Brasileiro simplesmente rasgou a Constituição da República em uma sessão presidida por ninguém menos que o presidente do STF, Ricardo Lewandowski

O objetivo foi friamente calculado e combinado (por integrantes do PMDB e PT) para manter os direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff.

publicidade

O presidente da casa, Renan Calheiros (PMDB), defendeu que Dilma fosse punida de uma forma mais branda.

Trocando em miúdos:

Não cabia ao Senado decidir sobre a ‘dosagem’ de pena aplicada a Dilma e sim cumprir seu papel como está previsto no artigo 52 da Constituição Federal.

Artigo 52 da CF – Parágrafo único:

“Nos casos previstos nos incisos I e II, funcionará como Presidente o do Supremo Tribunal Federal, limitando-se a condenação, que somente será proferida por dois terços dos votos do Senado Federal, à perda do cargo, com inabilitação, por 8 (oito) anos, para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis”.

Não se trata de discutir o mérito sobre as acusações que pesaram sobre Dilma Rouseff. Os senadores decidiram que houve crime de responsabilidade.

Era só aplicar a pena prevista ou então inocentar Dilma!

O impeachment e a inabilitação são INDISSOCIÁVEIS.

QUAL FOI A REAL INTENÇÃO DE PARTE DO SENADO?

Um “conluio” entre alguns nomes do PMDB e do PT foi organizado para que se preservasse os direitos políticos de Dilma.

Porque isso foi feito?

O motivo é simples …. Eles ‘blindaram’ Dilma para abrir uma nova brecha de interpretação na lei de responsabilidade.

Em um futuro breve veremos políticos graúdos (envolvidos na Lava-Jato) gastando milhões de reais com advogados para defender suas cabeças usando o mesmo argumento que foi usado para a blindagem de Dilma.

Ou seja, do mesmo modo que o Artigo 52 da CF foi fatiado para atender interesses do PT, outros artigos da nossa Constituição também serão desmembrados para que políticos corruptos não percam seus direitos políticos.

É um incentivo descarado para que o Brasil continue sangrando os cofre públicos.

Em outras palavras, o Senado Federal “condenou Dilma por irresponsabilidade e lhe devolveu o direito de continuar sendo irresponsável!”

TEMER ESCAPOU DA LAVA-JATO

Michel Temer livrou-se da Lava Jato:

“Empossado oficialmente como presidente da República, Michel Temer (a partir de ontem) está fora do alcance da Operação Lava Jato e de qualquer investigação, nova ou já em andamento, que apure suspeita de seu envolvimento em infrações penais que eventualmente tenha praticado ou participado”. (Jornal Valor)

O QUE PODEMOS ESPERAR?

Realmente o futuro é imprevisível. Quem sabe em 2018 teremos uma nova chapa Temer e Dilma?

Do jeito que a coisa anda …

publicidade