Diante da crise, Petrobras poderá promover mais uma rodada de demissões

petrodemissoes

O diretor financeiro da empresa, Ivan Monteiro, anunciou que a medida será necessária para que a estatal possa reduzir os custos operacionais, frente a um quadro de crise instalado na empresa e diante da queda da cotação internacional de petróleo

A companhia também realizará uma nova renegociação de contratos com fornecedores, com o objetivo de reduzir custos. Uma meta para os cortes não foi estabelecida até o momento.

publicidade

A análise foi divulgada no último dia 12, quando foi feita uma nova revisão nos planos de negócios da empresa.

A diretora de exploração e produção, Solange Guedes, explicou que a primeira meta de redução foi bastante tímida, com uma primeira etapa de demissões.

As próximas metas, que ainda estão sendo estabelecidas, deverão incluir a devolução de alguns imóveis alugados pela empresa e a renegociação de contratos que envolvem fornecedoras de sondas, bens, embarcações e helicópteros, além da dispensa de funcionários terceirizados. 

A empresa informou ainda poderá reduzir custos com investimentos, diante do quadro de crise que necessita de ajustes, sem contudo afetar a sua produção normal.

publicidade