Diálogo entre Ministro da Justiça e ex-funcionário corrupto do governo tem cheiro de carne estragada

Osmar Serraglio, atual ministro da Justiça,  demonstra que sua amizade íntima com Eduardo ‘presidiário’ Cunha não era mera casualidade

O aliado de Cunha tinha elos duvidosos com Daniel Gonçalves Filho, ex-superintendente do Ministério da Agricultura, que foi preso hoje pela PF acusado de ser o ‘chefe de uma organização criminosa’.

Gonçalves (para encurtar o assunto) envenenava os consumidores brasileiros com carne estragada.

O ministro da Justiça chamava seu amigo delinquente de ‘grande chefe’.

Em 2016, Serraglio (na época deputado federal) ligou para Daniel Gonçalves para tentar aliviar a barra do dono de um frigorífico.

 

Esse tipo de comportamento citado no diálogo acima é inaceitável, criminoso e antiético para um deputado que se tornou Ministro da Justiça.

Um cidadão com essas intenções não merece continuar ocupando um cargo de tamanha importância.

Isso tem cheiro de carne podre!

 

publicidade