Deputados negociam impeachment de Dilma por absolvição de presidente corrupto

fascistas101115b

Deputados do DEM e do PSDB colocaram o presidente da Câmara contra a parede: ou ele abre o processo de impeachment contra Dilma Rousseff ou eles retiram o apoio que têm dado a Cunha

O deputado e presidente da Câmara Eduardo Cunha teve uma reunião separada hoje com os tucanos Bruno Araújo, Carlos Sampaio, além dos deputados do DEM Mendonça Filho e Rodrigo Maia, após o almoço com os líderes partidários na residência oficial da presidência da Câmara.

publicidade

As informações foram divulgadas por Guilherme Amado (jornal OGlobo) e ao que tudo indica, Cunha topou, mas com uma condição: vai assinar a favor do impeachment o mais perto possível de 24 de novembro.

A data não foi escolhida à toa: será neste dia que o Conselho de Ética vota admissibilidade do pedido de abertura de processo pela cassação de Cunha.

O tucano Carlos Sampaio, líder do PSDB, está reunido com a bancada tucana, que ainda precisa chancelar a negociação e decidir se fica com Cunha ou com o decoro.

publicidade