Deltan Dallagnol: “Anistiar crimes de caixa 2 anularia a mensagem da Lava Jato”

dalagnol24

O Procurador da República Coordenador da Força Tarefa do Ministério Público Federal na Lava, Deltan Dallagnol, pede o apoio da sociedade neste grave momento que enfrentamos

Pelas redes sociais, o Procurador manifestou sua preocupação:

publicidade

” Retrocessos não podem ser admitidos, como a anistia de crimes graves ou que o pacote anticorrupção sirva para constranger promotores e juízes. Coibir a atuação da Justiça seria dar instrumentos mais adequados, mas nos impedir de usá-los por outras vias. Dar com uma mão e tirar com a outra. Cabe lembrar que as 10 medidas se aplicam integralmente ao Judiciário e ao MP. Promotores e juízes corruptos podem ser responsabilizados na área cível, criminal e administrativa, com todas as mudanças das 10 medidas também. O endurecimento das leis vale para todos.

Anistiar crimes como corrupção e lavagem sob um título de “anistiar caixa 2” anularia a mensagem da Lava Jato de que estamos nos tornando efetivamente uma república, um lugar em que todos são iguais perante a lei e se sujeitam a ela independentemente de bolso, cor ou cargo. Está nas mãos do plenário da Câmara, agora, fortalecer as esperanças dos brasileiros. “

publicidade