Delcídio coloca fogo no circo: ” Se cassarem meu mandato, arrasto metade do Senado junto”

delcidioarrasto

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que ficou 87 dias recluso na prisão, se prepara para voltar às atividades como parlamentar

O senador não descarta a possibilidade de tirar uma licença de até 120 dias para “pensar na elaboração de um discurso”. O jornal Folha de S. Paulo divulgou hoje(22) que Delcídio está preocupado com a possível cassação de seu mandato, e a perda do foro privilegiado.

publicidade

A folha ainda informou que o senador tem até ameaçado colegas pela sua sobrevivência no cargo.

“Se me cassarem, levo metade do Senado comigo”, teria afirmado a interlocutores quando ainda estava preso.

No Conselho de Ética do Senado foi aberto um processo contra o parlamentar, após representação feita pela Rede Sustentabilidade e pelo PPS, pedindo sua cassação sob a acusação de quebra de decoro parlamentar. A defesa de Delcídio pede a substituição do relator escolhido, Altaídes Oliveira (PSDB-TO), argumentando falta de isenção do senador do PSDB.

Delcídio teria perdido força dentro de seu próprio partido, o PT. Há, inclusive, quem dê como certa sua expulsão do PT.

publicidade