Delator diz que fazia repasse de ‘mesada’ de R$ 300 mil para Renan Calheiros desde 2008

renan300mil

O delator e ex-presidente da Transpetro [Sérgio Machado] contou aos investigadores que os pagamentos a Renan começaram em 2004 ou 2005

O ex-presidente da Transpetro revelou que os desvios em contratos da subsidiária da Petrobras renderam R$ 32 milhões em propina ao presidente do Senado, Renan Calheiros.

publicidade

De acordo com Machado, a partir de 2008 o presidente do Senado passou a receber uma “mesada fixa” de R$ 300 mil, com codinomes para disfarçar o caminho do dinheiro.

O delator também confirmou que o Presidente do Senado tinha plena ciência de que o dinheiro seria produto de propina.

A PALAVRA DE RENAN

O presidente do Senado disse hoje (15) que o delator apenas cita seu nome, “mas não prova nada” que possa comprometê-lo.

publicidade