Defesa de Lula quer atropelar decisão do ministro Zavascki. Ex-presidente está com medo de Sérgio Moro

lulazavascki

A defesa de Lula entrou com um recurso STF hoje (15) para que as investigações contra ele fiquem no Supremo e não sejam remetidas para o juiz federal Sergio Moro

Os caríssimos advogados do petista dizem que é preciso haver uma “sistematização” dos procedimentos contra Lula.

publicidade

Trocando em miúdos: Eles pedem para que Lula não seja investigado em dois lugares diferentes.

A defesa pede também que a decisão tomada pelo relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki [que autorizou o envio das investigações para o Paraná] , seja submetida à análise do plenário do Supremo.

publicidade