Crise? Governo de MG vai comprar queijo de R$ 326 (o kg), além de camarão, vinho chileno e cerveja importada

O governo dito ‘socialista’ do PT em Minas Gerais irá gastar quase 900 mil para abastecer os palácios oficiais das Mangabeiras, Tiradentes e da Liberdade

No final de 2016, o governo estadual fez um pregão para gastar pouco mais de 399 mil reais com ‘comes e bebes’.

Em abril deste ano, surgiram mais 3 licitações: compra de hortifruti (R$ 270.000), frios (R$ 122.000) e de carnes e pescados (R$ 105.000), um total de quase 500 mil reais. 

Em pouco mais de 5 meses, os banquetes palacianos irão consumir exatos R$ 896.373 […] a fartura toda será consumida em 2017.

Se dividirmos esse valor por 12, teremos um gasto mensal de pouco mais de 128 mil.

Em 2016, foram gastos 718 mil reais com esse tipo de mordomia […] ou seja, a despesa para esse ano aumentou 25%.

Camarão rosa, presunto tipo parma e cerveja importada da Bélgica

Para abastecer os palácios petistas em MG, o cardápio terá 28 tipos de queijos e seis tipos de requeijões (nacionais e importados) […] nove tipos de presuntos e salames.

Abaixo alguns exemplos da gastança desenfreada:

O pregão prevê itens como:

Queijo parmegiano reggiano (7 kg a R$ 310 o kilo) – Queijo pecorino (10 kg a R$ 326 o kilo) – Queijo grana padano (10 kg a R$ 205 o kilo) – Presunto tipo parma (200 quilos por R$ 7.200).

E continua …

Camarões GGG (R$ 7.700/35 kg), camarão rosa (R$ 5.950 – 35 kg), bacalhau (R$ 10.560 – 120kg), salmão (R$ 25.536 – 320 kg), salmão defumado (R$ 4.999 – 25 kg) … e por aí afora!

É claro que não poderia faltar bons vinhos:

Vinho branco chileno (80 garrafas – R$ 5.600), cerveja belga (R$ 9.072 – 1620 long-necks), energético (R$ 2.352 – 240 latas) …

GOVERNO EM CALAMIDADE FINANCEIRA

No final de 2016, Pimentel decretou calamidade financeira em MG.

O Estado está em “situação calamitosa e há o risco do governo perder a capacidade para manter serviços essenciais e pagar funcionários”, afirmou o governador na ocasião.

O déficit do estado em 2017 está na casa dos 11 bilhões [ receita de R$ 84 bilhões e despesa de R$ 95 bilhões]

Os 673 mil funcionários públicos estaduais recebem os salários atrasados, pagos em 3 parcelas mensais, desde o começo de 2016.

PIMENTEL E A ODEBRECHT

Delações de ex-executivos da Odebrecht apontaram que o governador teria recebido R$ 13 milhões em propina enquanto era ministro de Dilma Rousseff.

Ele aparece nos depoimentos de 6 delatores […] entre eles, o dono da empresa, Marcelo Odebrecht.

PIMENTEL E A JBS

O governador de MG apareceu em um dos trechos da delação premiada de Joesley Batista como beneficiário de R$ 30 milhões da empresa.

Batista afirmou os recursos chegaram até Pimentel por meio de uma operação pela qual a JBS adquiriu 3% da empresa concessionária do estádio Mineirão.

Resumindo, o petista vendeu 3% do estádio para o açougueiro da JBS.


 

publicidade