Diretor da JBS confessa que pagou R$ 600 milhões em propina


Em sua delação premiada, o diretor da JBS Ricardo Saud, detalhou a trajetória dos crimes da JBS em números


Como se fosse a coisa mais natural do mundo, Saud disse aos procuradores que pagou propinas (que totalizam 600 milhões de reais) para 1.829 candidatos de 28 partidos.

O diretor conta que a JBS elegeu 179 deputados federais, 28 senadores da República e 16 governadores.

“… desses quase R$ 600 milhões que estamos, praticamente tudo, tirando R$ 10, R$ 15 milhões aqui, o resto tudo é propina.”

Saud fez questão de registrar que pagou propina para 28 partidos políticos.

“Demos propina para 16 governadores eleitos, 4 do PMDB, 4 do PSDB, 3 do PT, 2 do PSB, 1 do PP, 1 do PSD. Aqui estão todas as pessoas que receberam propina diretamente ou indiretamente da gente.” disse Saud.

“Quem recebeu esse dinheiro, ele sabe de um jeito ou de outro (que) foi de propina. Essas pessoas estão cientes disso”, afirmou Saud.

O que nós (simples cidadãos) podemos fazer?

Absolutamente nada […] apenas torcer para que cada um dos envolvidos sejam punidos.

Um dado curioso: apenas 1% dos réus que possuem foro privilegiado são punidos pela Suprema Corte.

O câncer do Brasil tem nome: FORO PRIVILEGIADO!

O palhaço no Brasil tem nome: ELEITOR!


preste muita atenção aos 23 min e 10 segundos!


 

publicidade