CORRUPÇÃO: Governo dos EUA monitorou negócios suspeitos da Odebrecht durante mandato de Lula

lulaode

Documentos divulgados pelo site Wikileaks comprovam que a diplomacia dos EUA monitorou os negócios da empreiteira brasileira Odebrecht no exterior e apontou para suspeitas de corrupção em obras espalhadas pelo mundo

publicidade

O fato ocorreu durante a segunda gestão do ex-presidente Lula (2007-2010). O próprio Lula, a companhia petrolífera e o BNDES também eram vigiados pelos Estados Unidos.

A embaixada americana em Quito alertou o Departamento de Estado dos EUA sobre corrupção. “Apesar de não termos informações de bastidores no projeto San Francisco (usina), o posto ouviu alegações com credibilidade de corrupção envolvendo o projeto de irrigação da Odebrecht em Manabi de um ex-ministro de Finanças que se recusou a assinar os documentos do projeto diante de suas preocupações sobre a corrupção”, afirmaram os EUA.

Um outro alerta se referia às condições do empréstimo do BNDES ao mesmo projeto. “O posto também ouviu preocupações de um funcionário do Banco Central sobre termos desfavoráveis nos empréstimos do BNDES que apoiariam o projeto de irrigação”, diz o telegrama.

Com informações do Estado de S. Paulo

publicidade