Conheça o jovem delator que está causando pânico no PMDB. Figurões corruptos não escaparão da cadeia!

didpai

Mesmo com o foro privilegiado, muitos congressistas estão sob a expectativa de ter suas prisões decretadas a qualquer momento pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no STF.

A PGR (Procuradoria Geral da República) já solicitou a prisão de alguns investigados e levantou a suspeita de que um dos principais alvos seria Eduardo Cunha, deputado afastado do PMDB.

publicidade

Informações do jornalista Cláudio Humberto confirmaram que Teori Zavascki estaria buscando apoio dos colegas do STF para concretizar sua decisão.

Informações de fontes próximas à PGR garantem que “há muito a ser revelado” e de teor “ainda mais grave” contra Eduardo Cunha.

O Conselho de Ética poderá votar a cassação do deputado afastado ainda hoje.

O operador financeiro Expedito Machado Neto, o “Did” é o principal “laranja” de políticos corruptos do PMDB

O acordo de delação premiada de Expedito está causando pânico na cúpula do PMDB. Alguns figurões já sabem que não escaparão da cadeia.

Did [que é filho do delator Sérgio Machado] ofereceu aos investigadores da Operação Lava Jato o caminho do dinheiro roubado da Transpetro, subsidiária da Petrobras.

A transpetro foi presidida pelo pai de Did pelo período de 11 anos.

Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF é o responsável por homologar a delação de pai e filho.

A delação também inclui a devolução dos recursos desviados por Expedito e seu pai, Sérgio. Os números poderão chegar a centenas de milhões.

 

publicidade