Com a prisão do marido [que lesou aposentados], senadora tenta fazer papel de coitadinha no Facebook

chegadarasco

O cinismo e a falta de vergonha na cara da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) parecem não ter limites

Ao lado do marido Paulo Bernardo, preso por lesar dinheiro de velhinhos aposentados e endividados, ela ousa posar de vítima de um ataque político e tenta fazer papel de vítima dizendo que foi prejudicada por uma arbitrariedade quando se refere à busca a apreensão que foi executada em seu apartamento pela PF.

publicidade

Leia abaixo alguns delírios postados pela senadora em sua rede social:

“Hoje foi um dia muito triste na minha vida como mulher, como política e, sobretudo, como mãe. Conheço o pai dos meus filhos. Sei das suas qualidades e do que não faria, por isso sei da injustiça que sofreu nesta manhã. Mais de 10 pessoas estranhas entraram em minha casa com ordem de busca e apreensão. Trouxeram também uma ordem de prisão preventiva contra o Paulo”, escreveu Gleisi.

No mínimo R$ 7 milhões que foram roubados de aposentados (de um esquema lesou idosos em R$ 100 milhões) foram parar nas contas de Bernardo, o marido honesto de Gleisi.

Obviamente, o dinheiro foi também usufruído por Gleisi, mas ela teima em bancar a ‘sofrida’ e quase faz um voto de pobreza no Facebook:

“Quem nos conhece sabe que não fizemos fortuna, não temos conta no exterior, levamos uma vida confortável, porém modesta. O patrimônio que temos, parte financiado, foi comprado com nossos salários”.

A cara de pau á tamanha que a senadora chega a sugerir que a prisão de Bernardo foi uma espécie de “golpe” para garantir o impeachment de Dilma:

“Não me cabe outra explicação que não o desvio de foco da opinião pública deste governo claramente envolvido em desvios, em ataques aos direitos conquistados pela população. Garantir o impeachment é tudo o que mais lhes interessa neste momento”, diz Gleisi.

A CARA DE PAU É TÃO GRANDE QUE DÁ VONTADE DE ENFIAR TODOS OS DEDOS NA GARGANTA. CHEGA A DAR ASCO!

publicidade