China dá ultimato aos EUA: “Cancelem o sistema de mísseis na Coreia do Sul”


A CHINA exigiu os EUA removam o sistema de defesa antimíssil implantado na Coreia do Sul

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores de Pequim, Geng Shuang, condenou a implantação do sistema de mísseis anti-balísticos THAAD (Terminal High Altitude Area Defense ) alegando que os interesses de segurança nacional da China serão prejudicados.

“A posição da China é clara e firme. Pedimos que os Estados Unidos e a Coreia do Sul suspendam o sistema de mísseis THAAD. Tal medida piora as tensões regionais e prejudica os interesses estratégicos e a segurança de nosso país. Cancelem imediatamente e façam a retirada dos equipamentos”, disse Shuang.

“Cancelem a implantação do THAAD ou a China tomará decisivamente as medidas necessárias ” finalizou.

A Coréia do Sul e os EUA alegam que o objetivo do THAAD é defender o território sul-coreano contra mísseis norte-coreanos.

Já a China está preocupada com o fato de que diversos mísseis possam atingir seu seu território , o que poderia causar a morte de milhares de pessoas.

Durante a reunião, Geng também expressou seu apoio aos comentários do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afirmou “ser possível uma reunião com o líder norte-coreano Kim Jong-Un.”

Trump disse que se sentiria “honrado” em conhecer Kim nas condições certas, discando ameaças de ação militar.

“A China sempre acreditou que o diálogo é a única maneira realista e viável de conseguir a desnuclearização”, disse Geng.

O sistema de mísseis foi montado em um campo de golfe perto da cidade de Seongju, ao sul da capital sul-coreana, Seul, com um custo estimado de US$ 3 bilhões.

O presidente norte-americano disse ‘mandará a conta’ para a Coreia do Sul.


 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!