China coloca bombardeiros em estado de alerta máximo, diz EUA

A China colocou aviões bombardeiros “em estado máximo de alerta”

Os EUA vêm evidências de que os militares chineses estão se preparando para tomar uma atitude com relação à situação na Coréia do Norte.

Um funcionário do Departamento de Defesa norte-americano afirmou que um número excepcional de aeronaves militares chinesas estão sendo preparadas para um combate imediato.

As medidas fazem parte do esforço da China para “reduzir o tempo de reação a um provável ataque por parte da Coréia do Norte”, disse o militar dos EUA.

O Ministério da Defesa Nacional da China ainda não confirmou oficialmente essa versão e declarou apenas que:

“Nossos militares estão na fronteira entre a China e a Coréia do Norte para manter um nível de prontidão e treinamentos para  combate”, disse o ministério em comunicado.

Xi Jinping tem se preocupado com a possível instabilidade na Coréia do Norte.

Caso o regime de Pyongyang entrar em colapso, o resultado poderá ser um fluxo de milhões de refugiados.

A China também fez questão de destacar que não concorda com as instalações de mísseis americanos de defesa anti-aérea (THAAD) no território da Coréia do Sul.

Resumindo:

Aparentemente podemos perceber que a China quer resolver o problema sozinha, sem a ajuda dos EUA!

É óbvio que o presidente chinês Xi Jinping teme que Trump se aproveite de toda a situação que envolve a Coreia do Norte e desencadeie mais conflitos do que o necessário, inclusive envolvendo países como Japão, Rússia e a própria China.

Nenhum país confia plenamente nas qualidades ‘explosivas’ (como o destempero e a impulsividade) do presidente americano.


(fonte: CNN)

publicidade