CHEGA! Vitória de Trump serve de aviso para a esquerda baderneira que não gosta de trabalhar

TrumpLula

A esquerda (paz e amor) só defende a democracia quando eles saem vencedores!

(Hugo Yoshida para o Diário do Brasil)

publicidade

A vitória de Trump é um balde de água fria nos movimentos esquerdistas!

O novo presidente americano não vai ‘expulsar’ os imigrantes legais […] vamos repetir, não vai ‘expulsar’ imigrantes legais!

É simples, basta seguir a LEI e se legalizar! Isso vale tanto para a questão da imigração quanto para outras questões.

Simpatizantes da esquerda (inclusive no Brasil) estão revoltados com a escolha do novo presidente norte-americano.

Porque é que o comunista tem tantas dificuldades em seguir as regras?

Aquele mi-mi-mi de ficar o ano inteiro protestando, invadindo e depredando locais públicos não cola mais!

A nova direita está tomando conta do Brasil […] e do mundo.

Chega de grupos como o Femen, que viaja o mundo fazendo protestos sem roupas!

Chega de anarquistas tacando fogo nas ruas e venerando bandeiras vermelhas!

Chega de presidentes corruptos enriquecendo às custas de quem trabalha e fazendo doações de ‘bolsa-esmola’ para angariar popularidade.

Chega de Hillary Clinton, que está entupida de corrupção até o pescoço!

Chega de Lula! Chega de Dilma!

Chega de Michel Temer!

Chega de venerar assassinos ditadores e tratá-los como heróis!

Chega de esperar que o governo te sustente!

Chega de ser manipulado pela mídia!

Chega de acreditar em pesquisas fraudulentas que induzem os eleitores ao erro!

Uma nova era está chegando no mundo! Não há o que temer!

Que a vitória de Donald Trump sirva de exemplo para algum empresário bem sucedido no Brasil!

Que venha um novo presidente!

Que venha um novo estilo de administrar nosso país!

Que venha João Dória, Sílvio Santos, a Luíza do Magazine, Abílio Diniz […] enfim, que em 2018 apareça no Brasil um candidato que não seja político de profissão!

Como dizia o escritor português Eça de Queiroz :

“Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo”

 

publicidade