Chefe de operações da Odebrecht revela que políticos recebiam propinas até na ‘zona’

24/03/2017

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um dos executivos da Odebrecht fez uma revelação um pouco ‘surpreendente’

Hilberto Mascarenhas detalhou como eram pagas as propinas para os engravatados de Brasília.

Em vários casos, a propina era paga no exterior, através de contas offshore, que são contas abertas em paraísos fiscais para se pagar o mínimo de imposto e também facilitar a ‘ocultação’ do dinheiro.

Já no território nacional, a propina (também chamada de molhadela, gorjeta, gratificação, molhadura, etc… ) era entregue em cash [dinheiro vivo] acomodado em mochilas.

Cada mochila continha até 500 mil reais.

Eis a parte grotesca …

As ‘molhadelas‘ eram entregues em locais neutros como hotéis, botecos, restaurantes e até ‘zonas’ … é isso mesmo que você leu! (boate, bordel, cabaré)

Os políticos recebiam dinheiro sujo até na zona!

“Você não tem ideia dos mais lugares absurdos […] no cabaré… encontrava a pessoa, o preposto, ia lá e pegava.”

Um trecho do depoimento foi postado pelo site Antagonista. Confiram abaixo:

publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.