Diário do Brasil

Temer poderá ser cassado no final de 2017 e reeleito no início de 2018

Gilmar Mendes, presidente do TSE (órgão onde está sendo julgado a ação que poderá cassar a chapa PT/PMDB) alega que Michel Temer tem grandes chances de perder o mandato e pode ser cassado ainda em 2017.

Caso isso aconteça, seriam realizadas novas eleições indiretas […] ou seja, o Congresso Nacional escolheria o novo presidente.

Até aí tudo bem. O TSE finge que pune os corruptos e nós brasileiros fingimos que acreditamos.

O mais interessante vem agora …

Se perder o cargo, Michel continuará com seus direitos políticos intactos, apenas Dilma seria afetada e se tornaria inelegível por um período de 6 meses.

Temer deixaria a presidência no final de 2017, porém poderia se eleger (para o mesmo cargo) novamente no início de 2018.

Ele tem maioria absoluta no Congresso Nacional.

 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!