BNDES e FRIBOI: Uma das famílias mais poderosas do país é alvo da Lava-Jato

lulafriboi

A Lava Jato tem como alvo uma das famílias mais poderosas e ricas do Brasil, de acordo com matéria da revista Forbes

Na manhã de hoje, investigadores da PF bateram na porta de Joesley Batista, presidente da J&F, administradora da JBS (Friboi e Swift).

publicidade

Os policiais também estiveram em um prédio onde mora o presidente-executivo da JBS Friboi, Wesley Batista, irmão de Joesley.

Eles também cumpriram mandados no escritório da Eldorado Celulose, que faz parte do grupo J&F.

Estima-se a fortuna do grupo esteja na casa dos US$ 4,3 bilhões ( R$ 13,8 bilhões), segundo a Forbes.

Essa fortuna tem estreita relação com o crescimento da JBS. Segundo o site da empresa, ela é hoje “líder mundial em processamento de carne bovina, ovina e de aves”. Mais de 150 países consomem carne da JBS.

A companhia teve lucro líquido de R$ 4,6 bilhões em 2016 e recebeu mais de R$ 8 bilhões do BNDES, entre 2006 e 2014.

Uma investigação do TCU apontou “indícios de tratamento privilegiado do BNDES para com a JBS”.

O TCU apontou que não foi possível comprovar que todo o dinheiro repassado para as aquisições foi utilizado. Não se sabe o que aconteceu com R$ 2 bilhões do aporte liberado pelo BNDES.

JOESLEY DISSE QUE NÃO CONHECE LULA

Wesley Batista, do JBS-Friboi, chegou a dizer para a BBC Brasil que mal conhecia Lula, que ele e seu irmão, Joesley, só o conheceram quando o petista já era ex-presidente. E, mesmo assim, superficialmente.

 

publicidade