Aviões dos EUA e da Rússia quase se chocam no espaço aéreo da Síria

quasecolidiram

Um caça russo quase entrou um rota de colisão com uma aeronave americana quando sobrevoava o espaço aéreo da Síria

Autoridades da defesa americana disseram hoje (28) que o risco de um grave acidente aéreo é iminente.

publicidade

O tráfego no local é cada vez mais intenso.

“No último dia 17 de outubro, um jato russo se aproximou a menos de meia milha de distância de uma de nossas aeronaves” disse Jeff Harrigan, tenente-general da Força Aérea Americana.

Outra autoridade militar dos EUA, que não quis se identificar, disse que “o piloto americano sentiu a turbulência causada pelos motores do jato russo.”

“Parecia que o piloto russo simplesmente não tinha visto o caça dos EUA” completou.

O incidente levanta questões sérias sobre a capacidade dos pilotos em controlar o espaço aéreo em que operam.

A coalizão liderada pelos Estados Unidos criou uma linha direta com o comando russo para que as diferentes forças aéreas possam coordenar as missões dos pilotos.

No episódio de hoje, o piloto norte-americano tentou (porém sem sucesso) estabelecer contato com o jato russo através de um canal de rádio de emergência.

O tenente-general Harrigan afirmou que houve um aumento desse tipo de ocorrência ao longo das últimas seis semanas.

O Pentágono repreendeu a Rússia e alegou que os pilotos estão se ‘comportando de maneira insegura e pouco profissional’ em operações aéreas.

publicidade