Assista o depoimento desse jovem de 30 anos (que ficou tetraplégico) e saiba porque ele apóia Bolsonaro


Guarde bem esse nome: Bruno Boanerges Mattos

Esse jovem representa milhares de vidas que foram ceifadas ou mutiladas graças à ineficiência do estado durantes as gestões do PT, tudo com o apoio irrestrito de ícones como Maria do Rosário, defensora de ‘menores bandidos’.

Prezada Maria do Rosário, preste bem atenção nessa frase abaixo:

“Bandido é bandido … não interessa se tem 18, 15, 14 , 11 ou até mesmo 8 anos … se cometeu um crime contra outra pessoa, deve ser punido pela gravidade do ato em si” … pelo menos deveria ser assim!

Bruno Boanerges, um jovem de 30 anos de idade, passou a ser conhecido em todo o Brasil por manifestar seu apoio à família Bolsonaro.

Através de um vídeo divulgado nas redes sociais, ele conta que teve sua vida transformada para sempre ao ser vítima de um latrocínio na cidade de Natal, RN.

Bruno levou um tiro na medula espinhal e não consegue mais andar ou fazer movimentos básicos […] para usar o computador, ele utiliza um software de reconhecimento facial.

Um vagabundo (que na época tinha 18 anos) e já havia matado outras duas pessoas aos 16, foi o algoz que transformou o futuro de um jovem inteligente e cheio de vida pela frente.

Bruno (a vítima) conta que, se a PEC 301/1996 (de autoria de Jair Bolsonaro) que prevê a redução da maioridade penal para 16 anos tivesse sido aprovada, aquele bandido teria sido punido no primeiro crime e não teria destruído sua vida.

A referida PEC (citada acima) foi apresentada há vinte anos por Jair Bolsonaro e arquivada pelos congressistas vergonhosos que não representam o povo desse país.

INDIGNAÇÃO

Quando foi vítima do crime, Bruno estava no hospital e relata que assistiu uma entrevista da deputada Maria do Rosário (na época à frente da Secretaria dos Direitos Humano) defendendo o mesmo bandido que lhe deixou tetraplégico.

Ele diz que precisou enfrentar tudo sozinho e contava somente com o apoio de seus familiares.

Em nenhum momento ele foi procurado por algum representante dos direitos humanos.

Bem … o resto você poderá assistir no vídeo abaixo.

Bruno, conte conosco! Você nos inspira a lutar por um Brasil melhor.



 

publicidade