As últimas horas de Dilma: Planalto irá destruir documentos e apagar rastros nos computadores

dilmadocumentos

A presidente Dilma Rousseff já jogou a toalha e fará um terrorismo político em suas últimas horas no cargo

Palácio do Planalto quer destruir documentos e limpar os arquivos digitais

publicidade

Além da ofensiva descrita acima, Dilma também irá anunciar a maior quantidade possível de medidas ‘populistas’ antes que Michel Temer assuma o governo, informou a agência de notícias Reuters.

O afastamento da presidenta já pode ser considerado como fato.

O Planalto e a cúpula do PT anunciaram que não farão qualquer tipo de transição de governo. Eles irão destruir documentos, apagar a memória de computadores e anunciar aumentos bilionários em bolsas.

De acordo com nota no jornal ESTADO, a ordem do Planalto é deixar  “terra arrasada” para Michel Temer. Confira parte da matéria:

“Nada de informações sobre a atual administração serão repassadas para o próximo presidente. Fala-se também da destruição de documentos, memória de computadores e se planeja um grande aumento no Bolsa Família e outras bolsas, o que forçaria Temer a cancelar os reajustes pagando um alto desgaste político ou a inviabilizar seu governo para pagá-los. Só o aumento do Bolsa Família planejado por Dilma custaria R$ 1 bilhão.”

O PT quer destruir todo e qualquer rastro de sujeira para evitar que o próximo presidente desmascare toda a farsa que o país viveu nesses últimos 14 anos!

Não Dilma! Não adianta apagar os computadores!

Quando o novo presidente chegar ao Palácio do Planalto, técnicos especializados da PF irão restaurar todo e qualquer conteúdo sujo que existe nesses computadores e colocarão a cúpula milionária do PT atrás das grades!

publicidade