Arena Corinthians corre o risco de ser interditada para cobrir rombos deixados pela parceria Odebrecht + PT

estadiocorrerisco

A Folha de SP revelou que a empreiteira Odebrecht fez uma transação sigilosa com a CEF em 2014 para cobrir um buraco milionário para construção da Arena Corinthians.

publicidade

De acordo com a matéria, o dinheiro gasto pela empreiteira no estádio não tem prazo para retorno.

Para tentar ajudar a Odebrecht a quitar essa dívida, a Caixa Econômica Federal comprou debêntures ( títulos de crédito de longo prazo) emitidas pela empreiteira no valor R$ 350 milhões.

Andrés Sanchez´(ex-presidente do Corinthians) aparece nas planilhas da Odebrecht: Ele é o “AS” de Marcelo Odebrecht.

Sanches alega que  o clube é “vítima” da Operação Lava Jato.

O que mais preocupa é que a Odebrecht não terá capital para arcar com suas dívidas junto à CEF e a justiça poderá interditar o estádio para cobrir os rombos petistas.

Só faltava essa!

publicidade