Após cuspir em Bolsonaro, Jean Wyllys ganha apoio de jornalista Global: “Eu também cuspiria”

xicosa

Ele declarou que realmente cuspiu em direção ao deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e afirmou que faria de novo

“Eu cuspiria na cara dele quantas vezes eu quisesse”, declarou.

publicidade

Será que é desse modo que Jean quer conquistar o respeito das pessoas? O ódio se combate com mais ódio?

A atitude do deputado poderá lhe custar o cargo por falta de decoro parlamentar.

Nas redes sociais, Wyllys continuou seu discurso de ódio e recebeu apoio do jornalista Global Xico Sá (que foi duramente criticado nos comentários):

Depois de anunciar o meu voto NÃO ao golpe de estado de Cunha, Temer e a oposição de direita, o deputado fascista viúva da ditadura me insultou, gritando “veado”, “queima-rosca”, “boiola” e outras ofensas homofóbicas e tentou agarrar meu braço violentamente na saída.

Eu reagi cuspindo no fascista. Não vou negar e nem me envergonhar disso. É o mínimo que merece um deputado que “dedica” seu voto a favor do golpe ao torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-chefe do DOI-CODI do II Exército durante a ditadura militar.

Não vou me calar e nem vou permitir que esse canalha fascista, machista, homofóbico e golpista me agrida ou me ameace. Ele cospe diariamente nos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais.

xicosa12

publicidade