Barusco zomba da justiça e pede para cumprir pena em casa de praia

rindoatoa

TRF da 4ª Região (Tribunal Regional Federal) negou hoje (20) um recurso do ex-gerente da Petrobrás Pedro José Barusco

Barusco, que foi condenado pela Lava-Jato, entrou com pedido para tirar a tornozeleira eletrônica e incluir sua casa de praia em Angra dos Reis, como um dos locais para o cumprimento da pena.

publicidade

João Pedro Gebran Neto, desembargador e relator da Lava Jato no Tribunal, disse:

“O pedido  para cumprir a pena na casa de praia é uma solicitação sem precedentes e demonstra o completo desrespeito ao Judiciário e às demais instituições envolvidas nessa operação”.

Barusco foi gerente de engenharia da Petrobras e, inicialmente, foi condenado a 18 anos e quatro meses de prisão.

Devido a acordo de delação, Moro substituiu a pena para um regime aberto com uso da tornozeleira eletrônica por dois anos e serviços comunitários.

Ele devolveu U$ 98 milhões à União.

 

publicidade